Vanio Coelho

VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

Pãe

A geração atual forjou uma figura não menos heróica e guerreira pãe. É o pai ou a mãe que, por opção, necessidade e talvez até por falta de opção, torna-se responsável único pela criação dos filhos. Essa figura, que junta o desprendimento de quem é capaz de dar a vida com aquela que vira leoa quando sente os seus em perigo, está há muito merecendo festa em dobro. Pois um dia, uma hora, um momento, pode ser que a vida conjugal se desfaça, deixando no inventário filhos carentes, assustados, desamparados, sem norte.

Mais do que prover as necessidades materiais da família ou desdobrar o coração fibra por fibra, o/a pãe ainda responde pelo preconceito por não ter evitado o lar desfeito, por criar uma pessoa que o parceiro não quis encarar, por enfrentar a realidade de, repentinamente, ficar só. Não vem ao caso se pãe é um pai que virou mãe ou mãe que acumula a figura paterna, mas de respeitar quem, no lugar de reclamar, vai à luta, encontrando forças das quais não se sabia capaz. Isso é que é ser herói e guerreiro.


NOTA escrita para coluna Cacau Menezes - Diário Catarinense - Florianópolis/SC

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vento Sul

Eis que surge o vento sul. Ataca por todos os lados, é frio, é grudento, é a prova de casaco, de lareira e de conhaque.

Eternamente Drumond

Alguns versos aqui publicados semana passada foram suficientes para que leitores atentos lembrasse que, vivo, Carlos Drumond de Andrade...

Muito além do rio

Aquelas arcadas eram suntuosas, mas nos pareciam assustadoras no primeiro dia da matrícula;