Vanio Coelho

VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

As águas de março


Em busca de armas roubadas no Rio de Janeiro, o Exército, o famoso “Grande Mudo” botou 1.600 homens fortemente armados na entrada das principais favelas carioca. Objetivo: recuperar dez fuzis e uma pistola. Método: asfixiar o tráfico de drogas, na expectativa de que os traficantes, que controlam os morros, possam localizar e devolvê-las, voltando à tranquilidade de seu rendoso e hediondo negócio. A prática pode se revelar certa, tanto que os traficantes estão obrigando a população a se queixar ao comando das operações. Com policiamento tão ostensivo, não há neguinho com disposição de subir o morro em busca de sua droga preferida. Teria o Brasil enviado seguidos contingentes militares ao Haiti para, em operações conjuntas com outros países, treinar homens para atuar no Rio de Janeiro, onde o casal Garotinho, há muito tempo, perdeu o controle da situação? Se positivo, como se comporta o ordenamento jurídico da Nação, eis que a função das Forças Armadas é preparar-se para impedir uma invasão de Nação estrangeira e não para o crime comum? Nossa cidade, até ontem uma pequena província, apresenta tantos assassinatos quanto o Rio e São Paulo, guardadas as referências de mortos por mil habitantes. E pelas informações da polícia, há sempre um trinômio drogas-menores-tráfico por traz de tantas mortes trágicas e prematuras. Talvez mais eficaz que fazer passeatas portando roupinha branca quando a violência explode dentro da classe média é pressionar o Congresso para medidas urgentes, práticas e eficazes como diminuir a inimputabilidade de menores e trancafiar portador de arma sem registro.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vento Sul

Eis que surge o vento sul. Ataca por todos os lados, é frio, é grudento, é a prova de casaco, de lareira e de conhaque.

Eternamente Drumond

Alguns versos aqui publicados semana passada foram suficientes para que leitores atentos lembrasse que, vivo, Carlos Drumond de Andrade...

Muito além do rio

Aquelas arcadas eram suntuosas, mas nos pareciam assustadoras no primeiro dia da matrícula;