©2019 by Vanio Coelho. Todos os direitos reservados, de acordo com a legislação em vigor.

VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

O mapa do coração


Abraham Lincoln, o amargurado e sofrido 16º presidente dos Estados Unidos, afirmou, certa vez, que “Só quem ajuda pode criticar”. Num curso de criatividade, a primeira lição do mestre é: nunca critique seu colega, tenha a dignidade de propor uma ideia melhor. Se essas pequenas pérolas do pensamento humano fossem de todos conhecidas, o mundo, por certo, seria bem mais tolerante e até agradável.


Tudo isso porque Cacau leu, de Robert Louis Stevenson (escritor escocês, autor de A Ilha do Tesouro e O Estranho Caso do Dr. Jekill e o Sr. Hyde, mais conhecido entre nós como O Médico e o Monstro) a seguinte preciosidade:”O homem que venceu na vida é aquele que viveu bem, riu muitas vezes e amou muito; que conquistou o respeito de homens inteligentes e o amor das crianças; que preencheu um lugar e cumpriu uma missão; que deixa o mundo melhor do que o encontrou, seja com uma flor, um poema perfeito ou o salvamento de uma alma; que procurou o melhor nos outros e deu o melhor de si...”


Afinal, o único momento que existe é o aqui e agora. O presente é mais importante que o passado - que já foi - e do que o futuro - que é uma incógnita. E para que a vida tenha sentido, devemos partir do ponto de vista em que estamos, com os recursos que dispomos. Nada de esperar o momento ideal, que pode nunca chegar. Aproveite o dia para sentir-se feliz. Como dizia o “Lenhador de Kentucky “ (Lincoln): “Muita gente se sente feliz porque se convence que o é...”

3 visualizações