©2019 by Vanio Coelho. Todos os direitos reservados, de acordo com a legislação em vigor.

VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

Chove chuva

O país está descobrindo agora aquilo que Cacau já denunciava há um ano: as imorais aposentadorias para quem governou Santa Catarina, mesmo que por poucos meses. Em notas como Herança maldita e Céu e inferno, este escriba alertava que a Assembleia Legislativa de Santa Catarina, afrontando a Constituição Federal de 1988, aprovara lei que manda pagar R$ 22 mil mensais a governadores e vices no exercício, para o resto de sua vida, e, com sua morte, através de pensão, para a viúva e filhos menores, o que pode durar mais de 35 anos! Até o samaritano gaúcho Pedro Simon requereu a sua; o paranaense Álvaro Dias quer os atrasados dos últimos cinco anos; e Humberto Bosaipo, do Mato Grosso, governou por apenas 10 dias e pode receber.

A Folha de S.Paulo dá detalhes: são ao todo 135 pessoas que, sem nada terem contribuído à Previdência, recebem em torno de R$ 22 mil cada. Para uma aposendoria desse quilate deveriam ter contribuído com R$ 3,985 mil por mês durante 30 anos! A despesa anual com essas aposentadorias ilegais, que vão ser cassadas pelo STF, custa ao povo catarinense R$ 3,1 milhões, e incluem cinco ex-governadores, quatro viúvas e três vices.


NOTA escrita para coluna Cacau Menezes - Diário Catarinense - Florianópolis/SC

3 visualizações