©2019 by Vanio Coelho. Todos os direitos reservados, de acordo com a legislação em vigor.

VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

El Comandante

A recente mudança do comando de Cuba, onde o ditador Fidel Castro anunciou sua renúncia, traz à baila, independentemente dos avanços na saúde pública (médicos e remédios grátis) e educação (não há nenhum analfabeto na Ilha), a pergunta que não quer calar: afinal, quantos foram os fuzilamentos sob a ditadura. O jornalista Nei Srouleivich afirma que foram cerca de 240. O professor Sergio Cole achou um número assombroso: 85 mil (média de cinco por cada dia útil nos últimos 49 anos). A Folha de S. Paulo registra que apenas no período revolucionário, de 1959 a 1961, foram 1,6 mil, principalmente de autores de crimes hediondos, mas, também, de dissidentes políticos.

Uma coisa é irrefutável: esta noite, 200 milhões de menores vão dormir na rua. Nenhum deles é cubano.


NOTA escrita para coluna Cacau Menezes - Diário Catarinense - Florianópolis/SC

2 visualizações