Vanio Coelho

VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

O Rei, seus amigos e o manezinho

Quem achava que o Governador ia dar um canetaço na diretoria da Celesc só resta, como aos desafetos de Dante, reler a sentença: Lasciate ogne speranza, voi ch´intraste (Deixai toda esperança, ó vós que entrais). Ou então perguntar, como Drumond: “E agora, José?/ A festa acabou/ a luz apagou/ a noite esfriou/ e agora, José?”. Ou, ainda, darmos as mãos e ir dançar na praia, como a alegre prostituta do filme “Sempre aos Domingos”. O perigoso corporativismo vai acabar atribuindo a um míssil norte americano desviado do Iraque a destruição dos cabos; a fragilidade nos sistemas de abastecimento de água e luz é “fruto das administrações passadas”, e o vento ninguém conhece. Ventos siberianos de 139 km por hora? Em Floripa?


De que a Celesc se orgulha? Corajosa por que fez em 3 dias um by pass na ponte que seria obra para 90 dias? Então por que mentiram para a população, anunciando que a luz voltaria em 20 horas, depois 30, depois 40 e depois 50 horas? Coragem seria admitir que não tinham plano opcional, não tinham alternativas e que o povo teria que conviver com liquinho e “pombonas” durante os próximos 90 dias. Teríamos pelo menos a oportunidade de reorganizar nosso cotidiano, no lugar de aguardar esperançosos uma luz que só voltaria 80 horas depois.


A população que paga a mais cara cesta básica do país, as tarifas de ônibus mais elevadas, o ISS mais alto, seguro-apagão mesmo ficando sem luz, iluminação pública onde não tem poste, coleta de lixo onde não produz (garagens) e que enfrentou com estoicismo os transtornos do trânsito, sentiu-se abandonada: sem água, sem ônibus, sem ponte, desinformada e sem governo. Será necessário lembrar que a Revolução Francesa, além de cortar a cabeça do Rei, da Rainha, dos seus líderes Danton e Robespierre, também cortou a do próprio Doutor Guilhotin, inventor da guilhotina?

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vento Sul

Eis que surge o vento sul. Ataca por todos os lados, é frio, é grudento, é a prova de casaco, de lareira e de conhaque.

Eternamente Drumond

Alguns versos aqui publicados semana passada foram suficientes para que leitores atentos lembrasse que, vivo, Carlos Drumond de Andrade...

Muito além do rio

Aquelas arcadas eram suntuosas, mas nos pareciam assustadoras no primeiro dia da matrícula;