VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

Os marajás

Numa sociedade em que o governador revela não ter recursos para pagar um piso salarial de R$ 1.187,14 para professores, a Assembleia Legislativa está para aprovar lei em que seus funcionários poderão se tornar marajás do serviço público. Projeto de lei visa a agregar 10% a cada ano, até o limite de 100% em 10 anos. E se após esse período o funcionário de carreira trocar de função ou de gabinete, começa a agregar novamente, podendo chegar a 200% no 20º ano, 300% no 30º ano, etc.

Essa sistemática vai criar situações em que agregando 10% ano o funcionário vai igualar e até superar o salário do deputado. Retardando ao extremo sua aposentadoria, vai competir com Luiz Gonzaga Mendes de Barros. Lembra do “supermarajá” denunciado por Collor na campanha de 1989, com 140% acima dos demais, graças às incorporações seguidas de decênios, quinquênios, triênios, etc? É oportuno registrar que o auxílio-alimentação é superior ao salário, aposentadoria, pensão de mais de 60 milhões de brasileiros, e que médicos e enfermeiros da Casa recebem “insalubridade”, como se estivessem sujeitos a doenças transmissíveis como tuberculose e hanseníase.


NOTA escrita para coluna Cacau Menezes - Diário Catarinense - Florianópolis/SC

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vento Sul

Eis que surge o vento sul. Ataca por todos os lados, é frio, é grudento, é a prova de casaco, de lareira e de conhaque.

Eternamente Drumond

Alguns versos aqui publicados semana passada foram suficientes para que leitores atentos lembrasse que, vivo, Carlos Drumond de Andrade...

Muito além do rio

Aquelas arcadas eram suntuosas, mas nos pareciam assustadoras no primeiro dia da matrícula;

©2019 by Vanio Coelho. Todos os direitos reservados, de acordo com a legislação em vigor.