VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

Quando voam as cegonhas

Jamais um Presidente da República repetiu o feito do JK: ele foi mais aplaudido, quando saía, do que o Presidente que entrava, o recém eleito Jânio Quadros. O poder exerce uma simbiose, em certos casos, envolvendo um ídolo e as massas menos instruídas. Veja-se o entusiasmo com que pobres haitianos se lançam às ruas em defesa de seu candidato, o já nomeado Presidente eleito René Préval. Isso vem a propósito de recente pesquisa eleitoral em que Lula volta a assumir a dianteira da preferência nacional, seja qual for seu adversário. Pelo menos hoje, já que a pesquisa é o retrato das intenções no determinado momento. Que diferença: há exatos quatro meses os “cientistas políticos” juravam, até por unanimidade, que Lula se tornara um morto - vivo, só faltava enterrarem. Pequenos líderes políticos, sem qualquer grandeza, abandonavam o navio presidencial e se lançavam em outros partidos. E o povo mostra que ainda é Lulalá. Daqui a apenas oito meses 110 milhões de brasileiros seremos chamados para cumprir um dever cívico: renovar os mandatos de nossos representantes no Executivo e no Legislativo. Mas, como Cacau já disse aqui, Lula provou que é maior que o PT e, se não aparecer nenhuma conta nas Ilhas Jersey em seu nome ou de parentes, vai ser duro tira-lo do páreo.

0 visualização

©2019 by Vanio Coelho. Todos os direitos reservados, de acordo com a legislação em vigor.