VANIO COELHO

Para acessar os textos do livro "Vento Sul - Velho Vento Vagabundo", escolha uma das opções abaixo!

 
 
  • Vanio Coelho

Sim, podemos!

Nossa Ilha pode vir a ser uma das 12 sedes da Copa do Mundo de Futebol em 2014. Não há dúvidas que o Maracanã, com seus 90 mil lugares, no Rio; Morumbi, com 80 mil, em Sampa; Mineirão, com outros 90 mil, em Belô; o Beira-Rio e seus 65 mil lugares, em Porto Alegre; mais 56 mil do Mané Garrincha, em Brasília, serão homologados e estas serão as cidades-chaves. Barradão (45 mil), em Salvador; Mangueirão (45 mil), em Belém; Rei Pelé (45 mil), em Maceió; Castelão (80 mil), em Fortaleza; o Arrudão (60 mil), em Recife; Serra Dourada, (54 mil) em Goiânia; Arena da Baixada (30 mil), em Curitiba; Orlando Scarpelli (30 mil), em Floripa, disputam as sete vagas restantes com o Morenão (Mato Grosso do Sul), Verdão (Cuiabá), Castelão (Fortaleza) e Vivaldão (Natal). Todos os estádios devem ser reformados e pelo menos seis ainda vão sair do papel, como o novo do Figueirense.

Os idiotas da objetividade hão de rosnar, mas por que Floripa? Faltam leitos. Faltam táxis. Falta transporte coletivo. Falta metrô. Mas, afinal, se a Ilha for escolhida, que times aqui jogarão? Ninguém pense em times de grandes torcidas, como Brasil, Argentina, França, Inglaterra, Espanha, Rússia. Quando muito veremos ao vivo Coréia do Sul x Gana, Costa Rica x Irlanda. São seleções com menos de 10 mil pagantes. E para esses, nossa rede hoteleira vai se preparar. Fala-se que obras como o novo Scarpelli e o metrô de superfície consumirão R$ 1 bilhão. Ótimo, estamos mesmo precisando de um metrô. O Rio de Janeiro, com o Pan-Americano, ganhou reformas no Maracanã, Maracanãzinho, Célio de Barros e ainda uma vila olímpica, cujos 1.480 apartamentos foram vendidos aos cariocas na base de R$ 200 mil cada. E como o pessoal da Fifa fala duas línguas, Cacau usa seu francês de dicionário para exclamar: Oui, Fifa, nous pouvons!


NOTA escrita para coluna Cacau Menezes - Diário Catarinense - Florianópolis/SC

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vento Sul

Eis que surge o vento sul. Ataca por todos os lados, é frio, é grudento, é a prova de casaco, de lareira e de conhaque.

Eternamente Drumond

Alguns versos aqui publicados semana passada foram suficientes para que leitores atentos lembrasse que, vivo, Carlos Drumond de Andrade...

Muito além do rio

Aquelas arcadas eram suntuosas, mas nos pareciam assustadoras no primeiro dia da matrícula;

©2019 by Vanio Coelho. Todos os direitos reservados, de acordo com a legislação em vigor.